quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Estudo lista mudanças de hábitos que ajudam a combater aquecimento global

BRUXELAS (AFP) - Comer menos carne, limitar as viagens, aceitar o calor no verão e o frio no inverno: mudanças de hábitos também ajudam a combater o aquecimento global, segundo um estudo apresentado nesta segunda-feira em Bruxelas.
PUBLICIDADE
"Modificar os hábitos será complicado", admitiram os especialistas da consultoria McKinsey neste estudo, apresentado na presença do comissário europeu para o Meio Ambiente, Stavros Dimas.
Contudo, segundo eles, estes pequenos gestos do dia a dia podem permitir evitar rejeitar na atmosfera 3,5 a 5 bilhões de toneladas de gás carbônico daqui a 2030.
O estudo lista 200 ações possíveis para reduzir as emissões de gases de efeito estufa, entre os quais o CO2, e limitar o aquecimento do planeta a 2 graus Celsius em 2030.
"Reduzir o número de viagens de negócios e os deslocamentos privados, trocar o carro pelo trem, aceitar diminuir o ar condicionado ou o aquecedor e limitar o consumo de carne", são algumas opções, segundo os autores do estudo.
Entretanto, a maior parte dos esforços deve se concentrar na eficiência energética nos transportes e na construção, no desenvolvimento de fontes de energia não fósseis, como os biocombustíveis, e no combate ao desmatamento.
"O custo do esforço para o mundo deve ser de 200 a 350 bilhões de euros por ano até 2030, e permitirá evitar rejeitar 38 bilhões de toneladas de CO2 na atmosfera" durante este período, segundo o estudo.
"A Comissão Europeia vai apresentar quarta-feira propostas e financiamentos" para a cúpula de Copenhague sobre o clima, prevista para dezembro deste ano, lembrou o comissário Dimas.
A Comissão deve recomendar um aumento progressivo dos investimentos com um objetivo: 175 bilhões de euros em 2020, entre os quais 30 bilhões para ajudar os países mais pobres nesse âmbito.
Fonte: http://br.noticias.yahoo.com/s/afp/090126/saude/eua_clima_meio_ambiente

2 comentários:

louvado seja no senhor jesus cristo disse...

Conseguir fazer todas essas diicas, será muito difícil, pois estas já se cravou como rotinas no viver do ser humano. Mas, creio, que nada seja impossível, pois devemos sempre lembrar, que foi MUITO FÁCIL, para nós humanos, deixar o ambiente assim, nos dias de hoje; ou seja, se quando maltratamos uns aos outros, tentamos contornar a situação com pedidos de desculpas, porque, não devemos fazer o mesmo com o meio ambiente?
Bom, eu estou conscientizado, mas, eu sou apenas 0,0000000001% da humanidade, vamos tentar aumentar para 100%.

Luiz Paulo, um novo amigo da sustentabilidade, tenha esta como amiga, você perceberá que será, uma grande companheira para o seu organismo.

Um abraço.


Luiz.

e-mail: luizpls@yahoo.com.br

Luiz disse...

Estava lendo um artigo de um blog na internet, e duas frases, me chamou a atenção, nos quais relato a seguir:

"O futuro do presente"

"Qual é o Brasil que você vai deixar para mim?"

Marcantes estas frases, não acham?